Deixe em ti florescer boas lembranças, não crie rancor por quem não quis te ver por dentro, deixe a inveja para quem não sabe alcançar o amor que há em si.

Mulheres

Te aceita menina!!

Deixe em ti florescer boas lembranças, não crie rancor por quem não quis te ver por dentro, deixe a inveja para quem não sabe alcançar o amor que há em si.

Deixe em ti florescer boas lembranças, não crie rancor por quem não quis te ver por dentro, deixe a inveja para quem não sabe alcançar o amor que há em si.

São poucos os que vivem o que sentem, se permita ser diferente, esqueça quem lhe impõe limites, quem lhe diz o que seu coração deve sentir, coloque os teus gostos no papel e seja panfletária do amor que quer viver.

Seja grata com o que é seu por natureza: valorize o teu beijo, tão doce; brinque com teu cabelo como quiser, ele é todo seu, corte, doe, pinte; deixe seu corpo ser novo, mesmo quando a opinião ainda é velha; te encha de tatuagem se assim desejar, ou não faça nenhuma; sonhe alto onde ninguém consiga te podar, você fica tão bonita sendo você mesma.

Viaje o mundo, suma de corpo e alma, brinque de beijar quem lhe vier à mente, cante o refrão que teus olhos sabem, veja um pôr do sol apenas com a tua companhia, dance e cante para espantar, não somente os males, mas as dúvidas que te rodeiam.

Continue melindrosa, abuse da insensatez quando quiseres, ganhe o mundo quando duvidarem, continue sendo encanto, mesmo quando não quiseres ser, continue falando fora de hora, ria alto no parque, no cinema, perto do meu ouvido, durma cedo, ou nem durma, mas, por favor, te aceita do jeito que és.

Crie borboletas no estômago, use os teus olhos para mostrar o que sente, te faça cantiga, me beije o cangote, te esquenta no meu peito, diz que me ama com teus olhos fundos, e se não souberes o que falar, tudo bem.

Do teu corpo vem beleza que não cabe na cama que dormimos; do beijo que você me dá, há paz que não se pode descrever; do abraço que trocamos, cria-se um infinito sem anseio algum; de estar ao seu lado, conquisto o mundo todo dia.

Assuma não ter nenhum amor – ou ter todos que existem –, assuma a solidão ou a euforia que há no teu peito, mas, por favor, te aceita do jeito que é, assim, o mundo te aceita como ninguém.

(Source: EoH)

Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Quis autem vel eum iure reprehenderit qui in ea voluptate velit esse quam nihil molestiae consequatur, vel illum qui dolorem?

Temporibus autem quibusdam et aut officiis debitis aut rerum necessitatibus saepe eveniet.

Copyright © 2015 The Mag Theme. Theme by MVP Themes, powered by Wordpress.

To Top