Ficamos ali algumas horas, o seu cheiro natural provocava-me altas dosagens de desejo e ainda hoje provoca.

+18

Retalhos da primeira noite (+18)

Ficamos ali algumas horas, o seu cheiro natural provocava-me altas dosagens de desejo e ainda hoje provoca.

Estava em casa, sozinha, pensava naquelas tardes passadas juntos. Nas suas mãos, nos seus olhos, no seu toque, imaginava cada traço do rosto, do corpo.

Mal sabia para o que ia, só sabia que queria estar ali à espera. Preparei tudo, arrumei o quarto, a sala, preparei o jantar, queria tudo perfeito para quando chegasse. Não me importei muito com o que iria vestir.

Dei voltas pela casa a imaginar aqueles dias, não tinha acontecido nada mais que uns beijos, inocentes beijos mas ardentes, cheios de calor e tesão.

Estava quase a chegar a hora. Ele estava quase a chegar, sabia que quando ouvisse a campainha iria estremecer. Estava nervosa, tensa mas endiabrada por dentro, queimava de desejo para poder toca-lo de novo.

Acabei de preparar o jantar, meti a mesa e ouvi a campainha, senti o meu corpo dermente, doía-me a barriga, aquele nervoso tão bom que me assombrava. Abri a porta do prédio, esperei que chegasse ate cima, abri a porta e quando olhei para ele parecia que ia explodir.

Estava lindo, pensei para mim, tudo o que eu quero esta mesmo *a minha frente. Disse para entrar, tentei pô-lo á vontade, fomos para a sala e sentámos-nos no sofá.

Não parava de pensar no que estava por baixo daquelas roupas, estava desejosa por conhecer aquele corpo.

Conversamos, os nossos olhos cruzavam a cada instante, olhava os lábios dele com vontade de o beijar, ate que por fim, sentada, ele chegasse mais ao pé e senta-se no meu colo virado para mim, fiquei excitada, só me apetecia despi-lo.

Começou o inicio da noite, beijámos-nos loucamente, acariciamos-nos como se não houvesse amanha, queria te-lo dentro de mim, queria que ele me deixasse cada vez mais louca.

Paramos, tínhamos o jantar á nossa espera. Fomos para a cozinha, alimentamos-nos como pudemos para o que se avizinhava.

Fomos para o quarto, ele pôs musica a tocar, estava louca, pronta para ele. Ele despiu-me mandou-me para cima da cama, eu tirei-lhe a roupa ao som da musica, ele beijou-me o corpo, acariciou-me os peitos enquanto me penetrava com os dedos, era tão bom, tudo tão perfeito.

Entrou em mim pela primeira vez, eu gemi de prazer, olhei-o nos olhos, era lindo. Deixei-me levar pelo sabor da sua boca, das suas mãos, dos seus dedos. agarrou-me nas mãos, apertou-as contra o colchão, beijou-me ardentemente e entrava dentro de mim cada vez com mais forca, com mais desejo cheio de tesão de mim, do meu cheiro do meu toque.

Ficamos ali algumas horas, o seu cheiro natural provocava-me altas dosagens de desejo e ainda hoje provoca.

Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Quis autem vel eum iure reprehenderit qui in ea voluptate velit esse quam nihil molestiae consequatur, vel illum qui dolorem?

Temporibus autem quibusdam et aut officiis debitis aut rerum necessitatibus saepe eveniet.

Copyright © 2015 The Mag Theme. Theme by MVP Themes, powered by Wordpress.

To Top